Artrite Reumatoide!

por Gigi em 20 de setembro de 2017
Ramon de Oliveira Scatolin

Fisioterapeuta (CREFITO: 214759-F)

A palavra artrite ao pé da letra quer dizer: “ART = articulação + ITE = Inflamação”, ou seja, é uma inflamação articular e que pode acometer mais de uma articulação do corpo. Já o termo reumatoide nos remete a uma condição sistêmica e de ordem autoimune, onde o nosso próprio organismo acaba atacando suas células na tentativa de defender nosso corpo.

Agora já sabemos então que ocorrem alterações sistêmicas de ordem autoimune que geram essas inflamações e que podem acometer de maneira mais comum qualquer tecido que envolve uma articulação e de forma menos comum outras regiões do corpo.

A Artrite Reumatoide (AR), pode trazer dor, inchaço e ao decorrer do tempo pode acabar acarretando em deformações articulares. O que causa está patologia ainda não pode ser afirmado pelos pesquisadores, porém diversas variáveis parecem contribuir, desde marcadores genéticos, hábitos de vida e fatores ambientais. O que não se sabe é qual seria o gatilho que “dispara” o início da AR.

Porém, todas essas variáveis que estão relacionadas à causa da AR fazem parte do tratamento para o controle dos sintomas. Geralmente doenças autoimunes possuem o que chamamos de períodos de exacerbação e remissão, o que isso quer dizer? Que em alguns períodos os sintomas estarão com mais intensidade e outros com menos. Por isso o que mais se busca são ferramentas que aumentem o período de remissão (quando a intensidade dos sintomas é menor).

Entre as ferramentas que podem gerar esse alívio mais duradouro sem dúvida, o principal é a atividade física. Mas o que se discute é a extrema importância da conscientização do paciente, pois ele deve saber e entender exatamente o que está acontecendo no corpo dele e perceber, por exemplo, o quão benéfico será se ele praticar de modo regular atividade física, principalmente com características aeróbias.

Outras estratégias são o controle de estresse e ansiedade, qualidade do sono e também com destaque a alimentação, pois alguns alimentos parecem influenciar diretamente na relação da inflamação, porém esses alimentos variam de pessoa para pessoa.

Vejam então a importância novamente da atenção multiprofissional na área da saúde. O médico reumatologista, fisioterapeuta, educador físico, nutricionista, psicólogo entre outros podem ser imprescindíveis para um melhor prognóstico e qualidade de vida para aqueles que possuem essa condição.

Fico a disposição para responder a questões! Forte abraço e até a próxima.




Referências:

Demmelmaier, I. How Are Behavioral Theories Used in Interventions to Promote Physical Activity in Rheumatoid Arthritis? A systematic review. Arthritis Care & Research, Huddinge, Sweden, DOI 10.1002/acr.23265, Abr/2017.

Foto por: handarmdoc




Saiba Mais: A importância dos exercícios físicos em relação a doenças sistêmicas

Ramon de Oliveira Scatolin

Fisioterapeuta (CREFITO: 214759-F)

Graduado em Fisioterapia pela Universidade de Araraquara - UNIARA. Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade de São Paulo - USP através do Programa de pós graduação em Reabilitação e Desempenho Funcional (PPGRDF) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FMRP. Diretor clínico do Instituto Trata - Joelho e Quadril na cidade de Ribeirão Preto - SP e Professor da pós-graduação  em Fisioterapia Ortopédica e Esportiva da Faculdade Inspirar do Instituto IPOG.



Artigos relacionados

O que é a pneumonia aspirativa? Você já ouviu falar em Disfagia?

Disfagia é a dificuldade de deglutir (engolir), o […]

Fisioterapia no idoso nas casas de repouso

Atenção! O post de hoje é um post […]

Coceira e desidratação em idosos

A pele é o maior órgão do corpo […]

Meu residente sofreu AVC, e agora?

Dia 29 de outubro comemoramos o Dia Mundial […]

Gigi noticia



Pariticipe do nosso blog

Sugira um tema para a Gigi

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nossas newsletter e todas as novidades do Blog da Gigi.

Siga nossas redes sociais





© 2015 - 2022 Scaelife. Todos os direitos reservados.

Scaelife