Usamos cookies para melhorar sua experiência no nosso site, acesse nossa Política de Privacidade e saiba mais. Ao usar o nosso site, você concorda com nossa política.

Aceitar Rejeitar

Vitamina D faz bem para o organismo?

por Gigi em 4 de dezembro de 2017

A vitamina D vem sendo amplamente estudada nos últimos anos pois sua deficiência tem sido diagnosticada com maior freqüência na população.

Essa vitamina é muito importante não só para os idosos, mas como para todas as idades.

Para os mais idosos, fica o alerta: a carência de vitamina D em grandes centros urbanos já atinge índices preocupantes, especialmente entre os maiores de 65 anos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – SBEM, desta vez a culpa não é da alimentação inadequada, e sim da falta de exposição solar, responsável por estimular a produção do nutriente.  A mudança no estilo de vida das pessoas, que estão cada vez menos expostas ao sol, pode causar sérias consequências para a saúde da população, como fragilidade óssea e maior predisposição a fraturas, além de outras situações clínicas indesejáveis, como alguns tipos de câncer, doenças autoimunes e distúrbios metabólicos, obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes entre outras.

A vitamina D está ligada a absorção do cálcio no intestino, que é um importante nutriente responsável pela integridade óssea, por isso a osteoporose está também relacionada a falta de vitamina D.

E onde encontramos vitamina D? As fontes são peixes como salmão, arenque, sardinha, ovos, leite e seus derivados como queijos, fígado de boi e cogumelos também são boas fontes.

Mas como já foi dito, não basta apenas ingerir a vitamina D, ela precisa de exposição a luz solar para se transformar em sua forma ativa e ser absorvida pelo organismo, por isso é preciso que a pessoa fique exposta ao sol diariamente, nos horários adequados é claro!

Um adulto saudável precisa consumir, em média, 15 mcg por dia de Vitamina D, enquanto os idosos precisam de 20 mcg/dia.

Tomando um pouco de sol diariamente, é possível manter o nível satisfatório do organismo.

Alguma dúvida sobre o tema de hoje?

Até mais!




Foto por: Miguel Pires da Rosa



Sobre o Autor

Naira C. Furlan Zago

Nutricionista (CRN: 20947)

Nutricionista Clinica graduada na Uniara e pós graduada na USC. Trabalhou no hospital Beneficência Portuguesa de Araraquara por 10 anos como responsável técnica pelo sistema de fornecimento de refeições a pacientes e funcionários, atendimento hospitalar e ambulatorial. Atualmente atua em consultório com atendimento ambulatorial individualizado, com tratamento de obesidade com cirurgia bariátrica e  BIG

Tags:



Leia mais: