Lábio Seco e Descamando?

por Gigi em 23 de setembro de 2016
Daniel Bellenzani Mathias

Cirurgião Dentista (CROSP: 93601)

A Queilite Actínica, conhecida também como lábio do agricultor ou lábio do marinheiro é considerada uma alteração pré-maligna do lábio inferior, ou seja, pode evoluir para o câncer em 10% dos casos. Ela ocorre na parte vermelha do lábio, de maneira lenta, devido à exposição ao sol, podendo passar despercebida. Sua maior incidência ocorre nos homens acima de 60 anos, de pele clara e que ficam ou ficaram expostos ao sol durante longos períodos sem proteção. Já nas mulheres ela é menos comum, provavelmente devido ao uso do batom, que funciona como barreira protetora. Em pessoas de pele escura a incidência também é menor, devido à proteção natural da melanina.

Inicialmente o lábio fica com a superfície lisa e ocorre uma perda de delimitação entre o lábio e a pele, assim fica difícil identificar onde termina lábio e começa pele. Com o passar do tempo a lesão evolui, o lábio deixa de ficar liso, começa a ficar áspero com áreas esbranquiçadas e manchado, e começa a descamar com frequência. Depois disso podem ocorrer pequenas feridas e rachaduras no lábio inferior que demoram a cicatrizar.

As alterações causadas no lábio inferior pela exposição prolongada ao sol são provavelmente irreversíveis, por isso sua prevenção é tão importante, principalmente com o uso de protetores solares labiais durante todo o dia e também o uso de chapéus ou barreiras semelhantes. Quando essas alterações são percebidas logo no inicio, o que deve ser feito é cuidar para que o problema não aumente, fazendo a prevenção e um acompanhamento com frequência junto ao Dentista. Em casos mais evoluídos, quando se formam manchas e feridas ou a região fica endurecida, é necessária a realização de biópsias para descartar a possibilidade de malignidade. Em casos avançados, porém sem malignidade, há possibilidade de tratamento cirúrgico ou a laser.

O aconselhável é que homens de pele clara, acima de 50 anos e que ficam expostos ao sol com frequência, sempre façam o uso de protetores solares tanto nos lábios quanto no corpo para prevenir qualquer tipo de problema. Quanto aos que já perceberam alguma alteração, devem buscar um profissional para uma avaliação.

Participe também, deixe sua opinião, sugestão e críticas.

Até a próxima.


Referência:

Neville WB, Damm DD, Allen CM, Bouquot JE. Patologia Oral & Maxilofacial.  Segunda Edição, 2004; Cap.10.

Foto editada do autor: Danielle Pereira

Daniel Bellenzani Mathias

Cirurgião Dentista (CROSP: 93601)

Graduado em Odontologia pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP - Campus de Araraquara. Especialista em Implantodontia pela APCD Araraquara/SP.  Atua em Consultório Particular desde 2008.



Artigos relacionados

Cohousing – modelo de moradia e vida que combina privacidade com comunidade

O que é o cohousing? O cohousing é […]

Por que alguns idosos ficam “ranzinzas” e “chatos”?

Sabe aquelas crenças em relação às pessoas idosas, […]

Combate às drogas e ao alcoolismo no idoso

Dia 20 de fevereiro comemoramos o Dia Nacional […]

Para 2022, desejo que a atividade física seja seu remédio

Já faz dois anos que sobrevivemos a essa […]

Gigi noticia



Pariticipe do nosso blog

Sugira um tema para a Gigi

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nossas newsletter e todas as novidades do Blog da Gigi.

Siga nossas redes sociais





© 2015 - 2022 Scaelife. Todos os direitos reservados.

Scaelife