Quer obter resultados melhores que a maioria? Então faça diferente da maioria!

por Gigi em 1 de junho de 2017
Gigi

Blogueira

Frase de Sir John Templeton, reflete que é necessário sair do habitual e investir em inovações! Antes de darmos inicio ao nosso assunto de hoje, reflita a respeito das questões a seguir.

1. Você sabe a origem de todas as suas despesas?
2. De onde vem as suas receitas?
3. Qual setor da sua Clínica, demanda mais custos?

O planejamento é de suma importância para uma administração empresarial eficiente. A gestão financeira de uma empresa gira em torno de um Centro de Custos e Receitas, contudo, não basta apenas listar quais são as origens dos custos ou proveniência das receitas, é necessário que supra as necessidades da empresa e permita a visão dos fatores que darão origem ao resultado, a fim de evitar desperdícios e utilização inadequada dos recursos.

O objetivo de um Plano de Contas é parametrizar os registros das organizações, prover a administração da clínica e todos os demais usuários com informações necessárias.

A elaboração e implantação de um Plano de Contas claro e objetivo exige uma mudança de hábitos e alteração na rotina de trabalho, em que os funcionários que não estão habituados a fornecer informações que antes não eram solicitadas. Possuir um Plano de Contas e Centro de Custos e Receitas bem organizado permite a minimização dos erros, maior segurança em relação aos controles da Clínica e credibilidade aos relatórios.

COMO MONTAR UM PLANO DE CONTAS GERENCIAL

1. Descreva os grupos do seu Plano de Contas:
Receitas e Despesas;

2. Dentro de cada Grupo crie os departamentos:
Ex: Administração, Manutenção, Farmácia, Filantropia, Particulares;

3. Estruture as informações em Níveis e Subi níveis:
Os grupos e departamentos deverão estar estruturados em níveis e subi níveis, em formato de árvore como o exemplo abaixo:

DESPESAS ADMINISTRATIVAS (8 itens);
1.0.1.    Despesas Cartorárias;
1.0.2.    Material de Consumo;
1.0.3.     Uniformes;
1.0.4.    Aluguéis;
1.0.5.    Telefonia;
1.0.6.    Internet;
1.0.7.    Custos com Energia;
1.0.8.    Custos com Água;

DÉBITOS FISCAIS (2 itens);
1.0.9.    Rescisões trabalhistas
1.0.10.    FGTS a recolher

Assim fica fácil visualizar as informações registradas e quanto mais detalhadas as informações, melhor ficar o seu controle.
O sistema SCAElife fornece exatamente a visão acima, além de gerar os relatórios com  informações de resultado do fluxo de caixa associado ao Plano de Contas e Centro de Custos e Receitas.

O SCAElife ajudar a gerir a sua clínica de maneira mais eficiente!

Visite o nosso site: https://www.scaelife.com.br




Foto por: nist6dh

Gigi

Blogueira

Blogueira entendida das tendências relacionadas a Melhor Idade. Muito vaidosa e sempre plugada nas novidades. Gosta de ajudar os outros e é a personagem direcionadora de notícias do Blog. Tem alguma dúvida relacionada a esse meio? Sugira um tema a Gigi.



Artigos relacionados

O papel do farmacêutico nas casas de repouso

Hoje, 20 de janeiro, comemoramos o dia do […]

Entra em vigor a nova RDC 502/2021

A referida RDC estabelece o padrão mínimo de […]

Cuidando de idosos homossexuais e LGBTs

Os homossexuais que são idosos hoje cresceram em […]

Vacinação de idosos em época de pandemia

É comprovado que a prevenção das doenças significa […]

Gigi noticia



Pariticipe do nosso blog

Sugira um tema para a Gigi

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nossas newsletter e todas as novidades do Blog da Gigi.

Siga nossas redes sociais





© 2015 - 2022 Scaelife. Todos os direitos reservados.

Scaelife