Usamos cookies para melhorar sua experiência no nosso site, acesse nossa Política de Privacidade e saiba mais. Ao usar o nosso site, você concorda com nossa política.

Aceitar Rejeitar

SISTEMATIZAÇÃO DE ENFERMAGEM (SAE) EM ILPIs

por Gigi em 9 de janeiro de 2020


Podemos buscar em diversas fontes na internet sobre a SAE, aumento no envelhecimento, e encontramos muitos termos técnicos e informações de procedimento a serem realizados.



A verdade é que o cenário determina o modo como a coleta e análise das informações devem ser conduzidas, pois o atendimento deve ser realizado de forma individual e oferecer o melhor serviço/atendimento a cada um dos idosos.



Mas atenção, embora a avaliação do idoso varie em relação ao cenário, o objetivo é identificar aspectos positivos e negativos, limitações do idoso, a fim de traçar ações efetivas para a promoção da qualidade de vida e independência do idoso.



Baixe Grátis: Ficha de Acompanhamento para Idosos



O que é SAE?



A sistematização da enfermagem (SAE) é uma metodologia com o objetivo de organizar o processo de enfermagem, planejar o trabalho em equipe e os instrumentos que serão utilizados, de acordo com o procedimento que será realizado. A SAE é uma atividade privativa do enfermeiro, que visa prevenir, contribuir com a promoção da recuperação e reabilitação da saúde do paciente.



O Artigo 2º da Resolução do COFEN 272/2002 Determina que a Sistematização da enfermagem deve ocorrer em toda instituição de saúde, pública e privada.



Quem deve fazer e como realizar a SAE?



A SAE é de responsabilidade do Enfermeiro RT, o qual deve planejar, organizar, executar e avaliar o processo. A elaboração da SAE passa por 5 etapas:



  1. Compreender o histórico: o primeiro passo para o atendimento de um idoso é buscar informações básicas, que irão determinar os cuidados da equipe de enfermagem. Deve-se conhecer os hábitos, relações sociais, para melhor adaptação do idosos a instituição, além da identificação de problemas. As informações podem ser passadas pelos próprios pacientes ou familiares e pessoas envolvidas, proporcionando assim mais exatidão das informações.
  2. Exame físico: o enfermeiro deve realizar a inspeção, ausculta, palpação e percussão de forma criteriosa
  3. Diagnóstico: o processo de diagnóstico consiste na análise e interpretação das informações coletadas no item 1 e na avaliação realizada no item 2. É uma etapa muito importante do processo de implementação da SAE, pois conduz a tomada de decisões sobre os diagnósticos e vão determinar as ações e intervenções para obter os resultados esperados.
  4. Prescrição/Planejamento: nesta fase são traçados os planos de atividades a serem executadas e prestadas diariamente pela equipe de enfermagem, onde todas as metas são centradas em cada idoso individualmente, assim como os resultados esperados. Aqui são onde as prescrições de enfermagem são selecionadas para atingir as metas e resultados dos cuidados. O que determina as mudanças nas atividades assim como as alterações nas rotinas de atividades é identificação do histórico e o diagnóstico do quadro clinico de cada idoso.
  5. Evolução de enfermagem: a evolução da enfermagem é a fase responsável por medir, como o nome já diz, a evolução ou resposta do idoso quanto aos tratamentos realizados com ele durante o determinado período.


Gostaria de evidenciar a importância do profissional de enfermagem, auxiliares e técnicos buscarem soluções para otimizar a administração das informações e do tempo, com o objetivo de garantir que todas as atividades sejam executadas e com qualidade.



Uso da tecnologia a favor das rotinas nas ILPIs



Apesar do pouco convívio dos profissionais de saúde, principalmente em sua formação, com a tecnologia, ela tem se tornado mais presente no atendimento a saúde não só em hospitais como em Residenciais Seniors e ILPIs.



A informatização traz um potencial muito grande as ILPIs, uma vez que, facilita a elaboração dos processos, respostas das atividades e principalmente resultados alinhados a dados, otimizando o processo e agilizando o dia a dia das equipes de enfermagem.



No mercado os softwares mais conhecidos são os hospitalares, que tendem a ser muito robustos, por isso a SCAElife desenvolveu um software e também aplicativo voltado as necessidades das ILPIs, Residenciais Sêniors. A proposta desse sistema é justamente otimizar os processos diários de atividades e rotinas, com o atendimento multidisciplinar centrado no idoso.



Conheça mais sobre, em: https://scaelife.com.br/






Referências: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/12562/1/Alexandro%20Marcos%20Menegocio.pdf



RESOLUÇÃO COFEN-272/2002 – Revogada pela Resolução cofen nº 358/2009




https://www.pixeon.com/blog/entenda-em-5-etapas-a-sistematizacao-da-assistencia-de-enfermagem/


Imagem por:  PhotoMIX Ltd. no site Pexels




Sobre o Autor

Gigi

Blogueira

Blogueira entendida das tendências relacionadas a Melhor Idade. Muito vaidosa e sempre plugada nas novidades. Gosta de ajudar os outros e é a personagem direcionadora de notícias do Blog. Tem alguma dúvida relacionada a esse meio? Sugira um tema a Gigi.

Tags:



Leia mais: