Usamos cookies para melhorar sua experiência no nosso site, acesse nossa Política de Privacidade e saiba mais. Ao usar o nosso site, você concorda com nossa política.

Aceitar Rejeitar

Você sabia que Instituições de Idosos também devem escriturar a movimentação de medicamentos controlados?

por Gigi em 2 de março de 2017

A Portaria 344/98 em seu artigo 62 preconiza que todo estabelecimento, entidade ou órgão oficial que produzir, comercializar, distribuir, beneficiar, preparar, fracionar, dispensar, utilizar, extrair, fabricar, transformar, embalar, reembalar, vender, comprar, armazenar ou manipular substância ou medicamento de que trata este Regulamento Técnico e de suas atualizações, com qualquer finalidade deverá escriturar e manter no estabelecimento para efeito de fiscalização e controle, livros de escrituração.

O livro, conforme Anexo XVIII da Portaria 344/98 deve conter as seguintes informações, conforme Figura abaixo:

Controle Psicotrópicos
Deve ser mantido um livro para registro de substâncias e medicamentos entorpecentes (listas “A1” e “A2”), um livro para registro de substâncias e medicamentos psicotrópicos (listas “A3”, “B1” e “B2”), um livro para as substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial (listas “C1”, “C2”, “C4” e “C5”) e um livro para a substância e/ou medicamento da lista “C3” (imunossupressoras). Cada página do Livro de Registro Específico destina-se a escrituração de uma só substância ou medicamento, devendo ser efetuado o registro através da denominação genérica (DCB), combinado com o nome comercial.
A abertura e encerramento do livro de registro devem ser feitos pela Vigilância Sanitária local. Caso o estabelecimento opte por livro informatizado, o mesmo deve ser aprovado pela Vigilância também.
E não se esqueçam, os medicamentos controlados devem ser guardados sob chave ou outro dispositivo que ofereça segurança, em local exclusivo para este fim, sob a responsabilidade do farmacêutico!




Referência Bibliográfica: Portaria 344 de 12 de maio de 1998.

Foto por Junta de Andalúcia



Sobre o Autor

Monica Cristina Ferro Leoncini

Farmacêutica (CRF: 47.800)

Farmacêutica formada na UNIARA - Araraquara, com Pós Graduação em Cosmetologia e Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica. Atualmente atua na Vigilância Sanitária do Município de Rio Claro na área farmacêutica, cosmética, de saneantes e produtos para saúde.

Tags:



Leia mais: