Para 2022, desejo que a atividade física seja seu remédio

por Gigi em 27 de janeiro de 2022
Renata Sollero

Fisioterapeuta e Especialista em Uroginecologia


Já faz dois anos que sobrevivemos a essa pandemia. Ficamos em casa, criamos novas formas de fazer quase tudo: trabalhar, nos relacionar, estudar e até mesmo nos exercitar. Sabe-se que o isolamento social imposto pelo novo vírus nos trouxe consequências em todos os aspectos da nossa vida e saúde. Até mesmo as crianças sentem os efeitos biopsicossociais dessa trajetória que é margeada pelas incertezas e o medo.



O estudo de Bezerra et al. (2020) apresenta vários estudos que demonstram o aumento da ansiedade, depressão e até suicídio entre os indivíduos. O trabalho remoto instalado (para alguns de maneira permanente) retirou de nós a chance de movimentar nosso corpo e socializar de maneira não planejada a cada dia de expediente.



Sedentarismo



Aqui no blog da Gigi mesmo, algumas vezes demonstramos os benefícios de se manter o corpo ativo.



O sedentário não é somente quem não pratica exercício físico regular, mas refere-se a aquele que, na sua rotina, não realiza atividades que aumentam significativamente o seu gasto energético com relação ao repouso. Muitos de nós abandonamos a academia de ginástica, a caminhada para o trabalho, as subidas e descidas das escadas do prédio, a corridinha atrás do transporte coletivo, a piscina do clube ou o grupo de vôlei ou futebol. Trocamos o cotidiano apressado na rua por uma lista interminável de tarefas domésticas que, muitas vezes, nos oprime e nos impede de tirar um tempo pra cuidar de nós, por mais que sintamos essa necessidade.



Em todo esse contexto, muitos de nós fomos ficando cada dia mais sem energia, mesmo tentando criar novas rotinas. Alguns começaram a se deparar com alterações nos exames de saúde que antes não ocorriam: na glicemia, colesterol e triglicérides, por exemplo. Experimentamos um cansaço demasiado ao final de cada dia, tentando ir para cama mais cedo e não conseguindo dormir. Acordando com sono, apresentando mau humor e descontrole no apetite, além de compulsão das mais diversas.



Todas essas mudanças ocorrem de forma gradativa, sendo quase impossível perceber a sua ligação com a falta da atividade física. Nem todos conseguiram aderir ao hábito de se exercitar em casa, mesmo tendo conhecimento e alguns equipamentos de ginástica. Sejamos honestos em admitir que não é normal que nossas residências, de uma hora para outra, se tornem local de trabalho, academia, área de lazer e tudo aquilo que tentamos fazer com que ela fosse nos últimos dois anos. 



Nessa consciência, eu mesma tentei voltar para a academia. Senti medo, raiva de todos aqueles que não seguem as normas sanitárias, fiquei desmotivada e achei muito difícil continuar. Além disso, as academias aqui na minha cidade foram fechadas mais de uma vez diante do aumento do número de infectados. Ao final de 2021 eu estava exausta de tentar conciliar a nova forma de viver para a qual a pandemia nos empurrou com a necessidade de me exercitar e me alimentar melhor, pois o meu corpo já estava reclamando bastante. Tive dores nos joelhos, quadris, pescoço e ombros. E tive “dores no coração” também, pela perda de algumas pessoas queridas nos últimos dois anos. Cansada de me arrastar, decidi voltar para a academia em 2022. Afinal, apesar de não ter me infectado pelo vírus da COVID-19, estava começando a adoecer meu corpo e mente.



Benefícios da prática de exercícios



E tudo isso me motivou a escrever esse artigo. A mudança que tenho vivenciado em três semanas de retorno às atividades físicas tem sido maravilhosa! Quero relembrar aqui que movimentar o corpo nos beneficia muito além da estética corporal: 



– melhora nossa capacidade funcional e o desempenho físico;



– melhora de diversos parâmetros fisiológicos como pressão arterial, perfil lipídico, sensibilidade à insulina que são essenciais para a prevenção e tratamento de doenças;



– reduz o estresse, ansiedade e melhora a autoestima;



– melhora da qualidade do sono e do humor;



– redução da mortalidade geral e por doenças cardiovasculares.



Da minha experiência pessoal posso dizer que nesse pouco tempo observei melhora significativa no meu humor (inclusive no período pré-menstrual), consigo controlar melhor a qualidade e quantidade daquilo que eu como, estou muito mais bem disposta ao final do dia, conseguindo dormir mais cedo e tendo um sono mais reparador. Tenho frequentado a academia de ginástica de 4 a 5 vezes por semana, mesmo com minha rotina super corrida de trabalho. Faço isso com muita segurança, preferindo os horários de menor movimento nas aulas de ginástica, sempre usando máscara, levando minha garrafa de água, exagerando no uso de álcool e lavando normalmente minhas roupas fitness. Até meu desempenho no trabalho melhorou.



Por tudo isso, gostaria hoje de encorajar você a sair já do sedentarismo da forma que lhe for mais conveniente. Caminhadas ao ar livre são super seguras, natação também (até porque a piscina é limpa com cloro). Você também pode dançar, malhar no espaço comum do seu prédio ou se matricular novamente na academia. Aconselho que você procure um profissional de saúde antes de recomeçar; caso faça controle de alguma doença específica, procure o médico da sua confiança. 



Leia também: Exercícios em Grupo para Idosos Institucionalizados: muito além dos benefícios para o corpo



Beba pelo menos dois litros de água por dia e procure comer mais frutas, verduras, legumes e todos os tipos de castanha, sempre sem exageros. Dessa forma, não tem erro: você estará pronto para vivenciar esse ano com mais energia, saúde e disposição e se sentirá renovado, que é tudo que nós e nosso planeta precisamos nesse momento! Conte conosco do Blog da Gigi para tirarmos suas dúvidas, para que elas não sejam empecilho para você recomeçar. Feliz Ano Novo!



Lembre-se sempre de se hidratar, beber água e líquidos ao longo do dia e procure comer mais frutas, verduras, legumes e todos os tipos de castanha, sempre sem exageros. Dessa forma, não tem erro: você estará pronto para vivenciar esse ano com mais energia, saúde e disposição e se sentirá renovado, que é tudo que nós e nosso planeta precisamos nesse momento! Conte conosco do Blog da Gigi para tirarmos suas dúvidas, para que elas não sejam empecilho para você recomeçar. Feliz Ano Novo!






Imagem por: Freepik



Referências:



https://doi.org/10.1590/S0104-12902020200412


https://www.uerj.br/noticia/11028/



Renata Sollero

Fisioterapeuta e Especialista em Uroginecologia

Fisioterapeuta pela Universidade Federal de MG, Especialista em Uroginecologia pela Faculdade de Ciências Médicas de MG. Experiência na Assistência à Terceira Idade (individual e em grupo) há mais de 13 anos. Consultora em Gestão do Cuidado do Idoso e Segurança e Funcionalidade do Domicílio.



Artigos relacionados

Por que alguns idosos ficam “ranzinzas” e “chatos”?

Sabe aquelas crenças em relação às pessoas idosas, […]

Combate às drogas e ao alcoolismo no idoso

Dia 20 de fevereiro comemoramos o Dia Nacional […]

Gentileza, tolerância e paz, uma realidade distante?

De coração, quero acreditar que a resposta para […]

Gigi noticia



Pariticipe do nosso blog

Sugira um tema para a Gigi

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nossas newsletter e todas as novidades do Blog da Gigi.

Siga nossas redes sociais





© 2015 - 2022 Scaelife. Todos os direitos reservados.

Scaelife