Usamos cookies para melhorar sua experiência no nosso site, acesse nossa Política de Privacidade e saiba mais. Ao usar o nosso site, você concorda com nossa política.

Aceitar Rejeitar

QUAL O PROCESSO CORRETO PARA SEPARAÇÃO/MONTAGEM DE MEDICAMENTOS EM ILPIs?

por Gigi em 5 de dezembro de 2019


O assunto do post dessa semana é uma abertura à discussão, uma vez que, notamos em diferentes regiões do Brasil que, o processo de entrega, estocagem e separação de medicamentos nas ILPIs tem uma divergência em relação a processos e também a fiscalização. Por isso abrimos os espaços de comentários em nossas mídias sociais e também aqui na página para você profissional que está lendo esse texto, compartilhar conosco a sua experiência.



As medicações das casas de repouso, normalmente são controladas por meio da prescrição médica e acompanhadas de forma manual pela equipe de enfermagem. São poucas as ILPIs, ou instituições para idosos que dispõe de farmacêuticos (onde alguns processos podem ser adotados para uma dispensação mais eficaz) e até mesmo de sistemas para controle de estoque de medicamentos e execução de atividades.



Observa-se que nas instituições particulares, os familiares recebem uma lista de medicamentos e produtos de acordo com as prescrições médicas dos hóspedes, para um determinado período, comumente de um mês. Já nas instituições públicas, a maioria dos medicamentos são adquiridos por meio de doações e farmácias populares e administrado com um estoque geral para os residentes/hóspedes.



Após a entrega desses produtos, a separação é feita no estoque individual de cada idoso, geralmente esses medicamentos são armazenados em uma sala reservada para esse propósito, e cada idoso dispõe de uma caixa/espaço onde ficam armazenados.



A separação e dispensação desses medicamentos individuais podem ocorrer de várias formas como já dito anteriormente, mas explicando o processo mais comum, na presença do farmacêutico, o medicamento, antes de ser dado de fato ao idoso, passa por um processo de separação e etiquetagem, conhecido com blistagem.



Leia Também: Você sabia que Instituições de Idosos também devem escriturar a movimentação de medicamentos controlados?



A COMO É FEITA A SEPARAÇÃO/MONTAGEM DOS MEDICAMENTOS?



Normalmente, quando se tem profissional de farmácia e mão de obra à disposição, a separação/montagem de medicamento ocorre pra vários dias, desde 03 dias a 30 dias. A separação é feita cortando a cartela de medicamentos, no espaço correspondente aos comprimidos e estes são identificados com a validade, lote, nome do paciente e horário a ser dado. Os comprimidos são colocados em fitas plásticas, caixas ou potes, separados por data e horário identificados para cada idoso e entregues a equipe de técnicos ou cuidadores.  



As instituições que não possuem profissional de enfermagem geralmente realizam a separação de medicamentos apenas para o dia que será dado os medicamentos ao idoso, ou seja, o processo é realizado todos os dias, enquanto no caso acima, faz-se a separação apenas uma vez na semana.



ATENÇÃO: Esses processos precisam estar alinhados com a Vigilância Sanitária do município, sobre qual o processo a ser seguido.



AUTOMAÇÃO X MANUAL



A grande maioria da ILPIs ainda
trabalha de maneira manual com impressão das prescrições de medicamentos, os
dados das etiquetas dos medicamentos são inseridos a caneta e a checagem é
feita por assinatura no papel também.



Mas há sistemas como o SCAElife , em que esses processos podem ser todos executados de forma online e permite a impressão das etiquetas para a separação dos medicamentos.



Leia mais: Estabilidade dos Medicamentos



MINISTRAR O MEDICAMENTO AO IDOSO



A partir da separação desses medicamentos, o técnico ou cuidador, tem acesso apenas aquela medicação que será dada ao idoso. Esse processo reduz muito os riscos de percas de medicamentos, principalmente voltados aos psicotrópicos e oferece uma maior segurança ao idoso, uma vez que o processo esteja bem definido e executado de forma adequada.



Conta pra gente como esse processo
é feito, deixe seu comentário abaixo, ou nos envie um e-mail como sugestão!



Até a próxima!






Referências: Experiência da própria autora no atendimento ao cliente, por meio de uma plataforma de gestão para ILPIs.



Imagem por:  Julie Viken do site Pexels




Sobre o Autor

Gigi

Blogueira

Blogueira entendida das tendências relacionadas a Melhor Idade. Muito vaidosa e sempre plugada nas novidades. Gosta de ajudar os outros e é a personagem direcionadora de notícias do Blog. Tem alguma dúvida relacionada a esse meio? Sugira um tema a Gigi.

Tags:



Leia mais: