Usamos cookies para melhorar sua experiência no nosso site, acesse nossa Política de Privacidade e saiba mais. Ao usar o nosso site, você concorda com nossa política.

Aceitar Rejeitar

TRATAMENTO CONSERVADOR DA ESCOLIOSE ATRAVÉS DA FISIOTERAPIA

por Gigi em 29 de agosto de 2019


O QUE É ESCOLIOSE



A definição de escoliose é: Curvatura lateral e anormal da coluna vertebral, essa condição pode envolver alterações no posicionamento das vertebras nos três planos, ou seja, inclinação, rotação e flexão/extensão. Popularmente é tida como uma das causas mais comum de dor na coluna, o que não é uma verdade e sim um mito.



CAUSAS DA ESCOLIOSE



A primeira questão a ser considerada é a causa da escoliose, ela pode ser idiopática que não tem causa específica, também pode ser congênita que é de nascença e também pode ser neuromuscular que vem principalmente de acometimentos neurais. Existem outras classificações e subdivisões, porém as mais comuns são as citadas anteriormente.



AVALIAÇÃO DO PACIENTE



O segundo ponto muito importante depois de entender a causa da condição é avaliar o estado clínico do paciente, entendendo se a escoliose tem o formato de “C” que seria uma curva única aumentada ou em “S” que acontece quando existem duas curvas laterais aumentadas nas vértebras. Avaliar se a pessoa possuí dor na coluna e se realmente a fonte da dor provém da escoliose é vital.




Também é possível através do exame de imagem como o raio-x realizar um cálculo para mensurar o grau de curvatura dessa escoliose, essa medida é chama de “ângulo de Cobb”, ele é calculado pela diferença entre as vértebras mais inclinadas no limite da curva lateral, ou seja, início e fim da curva.



Quando existir ângulos maiores que 30º existem uma atenção maior a essa condição, mas é claro que ângulos menores podem em alguma ocasião trazer desconfortos e também gerar um descontentamento estético.




Cada vez mais a cirurgia para correção dessa condição tem ficado em segundo plano, alguns estudos mostram a eficácia da fisioterapia através de técnicas de terapia manual e exercícios, além disso a autocorreção postural também tem se mostrado algo muito eficaz, é como se reprogramássemos o nosso sistema neuromotor para uma nova postura.




Por muito tempo foram utilizadas algumas técnicas que ficaram até famosas como o RPG (Reeducação postural global) que não apresenta muita evidência científica no tema, apenas relatos de melhora, o que não é suficiente para suportar a técnica.



Hoje, conseguimos evoluir na diminuição dessa curvatura excessiva de maneira muito mais rápida.
Procure sempre um bom profissional que esteja atualizado e apto para fazer uma avaliação de qualidade seguida de um tratamento com resultados.



Espero que tenham gostado, até uma próxima e deixem suas dúvidas nos comentários. Um abraço!





Perda de força muscular: envelhecer significa ficar fraco?






Imagem por: rawpixel.com




Sobre o Autor

Ramon de Oliveira Scatolin

Fisioterapeuta (CREFITO: 214759-F)

Graduado em Fisioterapia pela Universidade de Araraquara - UNIARA. Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade de São Paulo - USP através do Programa de pós graduação em Reabilitação e Desempenho Funcional (PPGRDF) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FMRP. Diretor clínico do Instituto Trata - Joelho e Quadril na cidade de Ribeirão Preto - SP e Professor da pós-graduação  em Fisioterapia Ortopédica e Esportiva da Faculdade Inspirar do Instituto IPOG.

Tags:



Leia mais: